Universidades do Brasil

 

Primeiras Instituições de Ensino Superior

A primeira instituição de ensino superior do Brasil foi o Colégio dos Jesuítas da Bahia, para a formação de sacerdotes, fundado pelo padre Manuel da Nóbrega, no século 16. Além das matérias de Teologia, incluía também formação em Matemática, Lógica, Metafísica, Línguas, Artes e Economia. Em 1573, o Colégio graduou os primeiros bacharéis em Artes do Brasil e, em 1578, os primeiros mestres em Artes.

Maria Luiza Cardoso nos deixa saber que o primeiro curso de engenharia no Brasil foi ministrado pelo holandês Miguel Timermans, de 1648 a 1650, contratado pelo rei de Portugal. Esse curso de três anos era especializado em Artilharia. O local onde foi realizado não é conhecido, mas provavelmente foi em Salvador, a capital da América Portuguesa.

No final do século 17, já existiam aulas de engenharia na Bahia, Rio de Janeiro e Maranhão, mas não se sabe quando essas aulas começaram. Em alguns casos eram cursos precários. Em 1699, esses cursos foram regulamentados, por Carta Régia.

 

No século 18, a Bahia já contava com duas instituições de ensino superior. Além dos Estudos Gerais do Colégio dos Jesuítas, tinha a Escola de Engenharia no Forte de São Pedro.

A primeira instituição de ensino superior para profissionais liberais foi a Escola de Cirurgia da Bahia, fundada pelo Príncipe Regente Dom João, em 1808, ao chegar em Salvador, vindo de Lisboa. Funciona no mesmo local do histórico Colégio dos Jesuítas. Hoje é parte da UFBA.

 

Primeiras Universidades

O Colégio dos Jesuítas da Bahia

As primeiras discussões sobre a criação de uma universidade no Brasil começaram em 1583, quando o padre Miguel Garcia, do Colégio da Bahia, escreveu a Roma ..."com o darem-se neste Colégio graus em letras, parece que querem meter ressaibos de Universidade,... Pouco tempo depois o padre Marçal Beliarte, o provincial da Congregação, desenvolveu esforços para tornar o Colégio numa universidade de fato, mas o ensejo não recebeu apoio de Portugal. Outras tentativas dos jesuítas continuaram pelo século 17.

Deve-se entender o temor dos governantes quanto à disseminação do conhecimento acadêmico na América Portuguesa, numa época em que existiam príncipes e até reis que mal sabiam ler.

Entretanto, existem referências indicando que o Colégio dos Jesuítas da Bahia funcionava mesmo como uma universidade, na prática e no conceito de seus mestres, embora sem aprovação oficial.

Saiba mais sobre a Primeira Universidade do Brasil

As Tentativas do Século 19

A universidade brasileira, devidamente reconhecida, não chegou com a Independência, nem com D. Pedro II, nem com a República. Houve um projeto de universidade, enviado à Câmara do Império, em 1870, sem êxito. Outro projeto em 1881, também sem êxito.

Século 20

Com a República, surgiram no início do século 20 três instituições de ensino, da iniciativa privada, que usaram o nome de universidade. Foram elas:

A Escola Universitária Livre de Manáos, que começou a funcionar em 1910. Passou a se chamar Universidade de Manáos em 1913. Ela foi desativada em 1926 e suas unidades passaram a funcionar isoladamente até que restou apenas a Faculdade de Direito, incorporada pela UFAM, em 1964.

A Universidade de São Paulo (1911) e a Universidade do Paraná (1912).

Essas instituições foram extintas, alguns anos depois, pelo governo federal, por não atenderem à regulamentação vigente. Elas não possuíam, na verdade, estrutura adequada para receberem o nome de universidade.

Em 1920, foi criada a Universidade do Rio de Janeiro, reunindo a Escola Politécnica, a Escola de Medicina e duas Escolas de Direito. Nos primeiros anos não havia adequada integração institucional entre as unidades e posteriormente houve grandes mudanças organizacionais. Hoje, com o nome de Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 

Prédio histórico da tradicional Faculdade de Medicina da Bahia, a primeira do Brasil, no Terreiro de Jesus. O local é o mesmo do Colégio dos Jesuítas, mas o prédio é do final do século 19. Além da Faculdade de Medicina, abriga também museus e espaços culturais construídos pelo engenheiro baiano Theodoro Sampaio.

 

Universidades Federais

Universidades em São Paulo

Universidades no Rio de Janeiro

Universidades no Paraná

Universidades na Bahia

Universidades no Rio Grande do Sul

Universidades no Ceará

Universidades em Minas Gerais

Universidades no Mundo

Educação

Intercâmbios

 

Instituições de Educação Superior

O Decreto 5.773/06 classifica as instituições de educação superior em faculdades, centros universitários e universidades.

As instituições são inicialmente credenciadas como faculdades, que atuam em um número pequeno de áreas do conhecimento. Os cursos de graduação requerem autorização do MEC.

Centros universitários são instituições de ensino superior pluricurriculares, abrangendo uma ou mais áreas do conhecimento, têm autonomia para criar, organizar e extinguir, em sua sede, cursos e programas de educação superior.

As universidades possuem maior autonomia que os centros universitário e caracterizam-se pela indissociabilidade das atividades de ensino, pesquisa e extensão (serviços à comunidade), em várias áreas do conhecimento.

 

Universidade Brasil

 

Universidades

 

 

O Forte de São Pedro, em Salvador, abrigou uma academia militar no início do século 18. O curso de engenharia funcionou aqui até a 1829.

Aqui formou-se o famoso engenheiro baiano José Antônio Caldas, onde também foi professor até 1782. Acredita-se que também foi aqui que o militar português Luís dos Santos Vilhena ministrou suas aulas de grego, de 1787 a 1799.

 

Cultura e Arte
Forte São Pedro

 

Bibliotecas

 

 

Pesquisa Escolar

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Brasilien, primeiras Instituições de Ensino Superior. Braziliya.

 

 

Cultura

Universidades

 

 

Universidades do Brasil

 

 

J. Cordeiro